Reviravolta

Corpo de bebê dado como incinerado é achado em meio a lixo hospitalar

Criança viveu por cerca de 12 horas e polícia suspeitava que corpo houvesse sido queimado por engano. Funcionários da maternidade onde o bebê nasceu foram afastados

29/10/2019 10h39
Por: Wallace Maciel
Segundo a Secretaria de Saúde do município, a empresa responsável por recolher os resíduos biológicos do hospital teria sido a responsável pela falha. Foto: Google Street View/Reprodução
Segundo a Secretaria de Saúde do município, a empresa responsável por recolher os resíduos biológicos do hospital teria sido a responsável pela falha. Foto: Google Street View/Reprodução

Reviravolta no caso do recém-nascido dado como incinerado por engano. O corpo de Rogério Cardoso de Almeida Filho foi encontrado na segunda-feira (28) em meio ao lixo hospitalar armazenado nas dependências da empresa responsável pela coleta de resíduos biológicos na unidade de saúde onde o bebê nasceu. A criança viveu por cerca de 12 horas e a polícia e a família acreditavam que o corpo dele tivesse sido queimado pela companhia. O caso aconteceu em Aparecida de Goiânia, em Goiás.

De acordo com a família do bebê, Rogério nasceu na quinta-feira (24), no sétimo mês de gestação. Consta na certidão de óbito que ele morreu por problemas respiratórios. O pai do bebê deu início aos procedimentos burocráticos exigidos pela funerária e pelo cemitério para enterrar o filho, mas quando chegou na maternidade para buscar o corpo, no mesmo dia, ele não foi encontrado.

O corpo do recém-nascido teria sumiu depois de ter sido recolhido por engano junto com o resíduo biológico. A Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia aponta a empresa responsável pela coleta do material como causadora do problema que, por sua vez, culpa o hospital. Após o episódio, a secretaria afastou a direção e uma funcionária da Maternidade Marlene Teixeira.

O órgão admitiu que o corpo foi deixado em uma geladeira junto com placentas e resíduos biológicos, local fora do indicado. Pouco depois de receberem a notícia de que o cadáver havia sido incinerado por engano, os pais souberam que o corpo foi encontrado nas dependências da empresa responsável pela coleta de resíduos biológicos. A criança foi sepultada na tarde da segunda-feira (28).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Petrolina - PE
Atualizado às 13h30
34°
Alguma nebulosidade Máxima: 37° - Mínima: 24°
33°

Sensação

22 km/h

Vento

30%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas